LOVE (yourself)

Você é do time que shippa o casal Gus e Mickey, ou torce contra?

MICEY_GUS

“If you can’t love yourself. How in the hell you gonna love somebody else?” já dizia RuPaul. Se Mickey entendesse (e colocasse em prática) talvez não tivéssemos esperanças para a 3ª temporada da série LOVE, da Netflix.

Na primeira temporada somos apresentados à dois mundos distintos que colidem. Mickey é a mulher descolada, sem regras estabelecidas, que curte a vida independente da idade. Gus é o garoto nerd certinho que nunca fez sucesso com as garotas e está em um relacionamento do qual ele não quer que acabe nunca, mas acaba. O encontro clichê desses dois estereótipos poderia ser o resultado de mais uma série romântica que nos ensina a driblar as diferenças entre as pessoas sob a crença popular de que “os opostos se atraem”. Mas não.

MICKEYAo longo da série, e principalmente da segunda temporada, vemos o quanto esses estereótipos na verdade estão carregados de problemas e situações que passamos todos os dias em qualquer relacionamento. A carência que nunca é suprida, o apelo do álcool e das drogas para fugir de uma realidade que aprisiona, o como nos portamos quando conhecemos alguém novo e queremos fazer tudo diferente, passar a melhor imagem possível, a ansiedade para receber as mensagens. Tudo isso está na série, da forma mais próxima ao mundo real.

É engraçado ver que na primeira temporada grande parte do público detesta a personagem do Gus, que não tem nenhuma habilidade social e muito menos atitude para lidar com as situações da vida. O completo “trouxa” que não consegue ministrar uma aula particular para uma atriz adolescente. E como Mickey é a figura da mulher forte e decidida, em busca da sua liberdade sexual e dos prazeres da vida, sem pensar em grandes responsabilidades. Mais engraçado ainda é acompanhar como essas construções se desfazem ao longo dos episódios.

MICEY_GUS2Na segunda temporada é a vez de Mickey ser detestada pela parte do público que não entende as decisões que ela toma e espera ver um romance perfeito quando na verdade a série se trata de duas pessoas “ferradas” procurando a paz de espírito que elas não são capazes de encontrar nelas mesmas.

Anúncios

2 thoughts on “LOVE (yourself)”

Fala aí

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s