Bloglovin: “a mão na roda” pra quem lê blogs

829656-8-1315961868590_large_large

Oi gente! Para quem, assim como eu, gosta de acompanhar blogs mas nem sempre tem tempo de visitar um por um e ver qual foi atualizado, o Bloglovin é uma ótima ferramenta!

Quando eu ainda não conhecia o site (e tinha tempo) ficava visitando blog por blog para checar quem tinha postado algo novo. Quando você acompanha 5 blogs, ok… Mas quando passa disso, essa tarefa acaba sendo nada prática e você perde muito tempo!

blog

Foi em um dos blogs que eu costumava visitar que encontrei esse site! Para se inscrever, não é necessário que você tenha um blog. Após criar sua conta, você coloca o link do blog que deseja seguir no campo “search” e lá vai aparecer o blog. Até aí, ok.

blo

O legal é que você pode selecionar os blogs por categorias! Por exemplo, eu acompanho blogs de moda, maquiagem, fotografia, atualidades… Aí deixo todos separados e quando quero ver determinado assunto, vou direto na categoria, sem perder tempo vendo se o blog atualizou ou não! Fazendo isso, todas as vezes que você entrar no site do Bloglovin, irão aparecer os últimos posts de quem você segue!

PicMonkey Collage

Para quem quiser acompanhar o Balaclava lá, basta clicar aqui:

<a href=”http://www.bloglovin.com/blog/9997249/?claim=r5azw3spr4d”>Follow my blog with Bloglovin</a>

Beijos!

Fora dos contos.

IMG_1029

Ela ainda espera seu príncipe encantado vir buscá-la e carregá-la no colo, mas isso parece impossível nos dias de hoje. Ela largou os livros de contos de fada e agora só lê livros de história. Ela não acredita mais em sonhos, e toma remédio para dormir. Mas seu maior pesadelo começa quando ela acorda.

Ela pintava as unhas com brilho violeta, e agora roí o esmalte velho de preocupação. E antes, ela se olhava por cada espelho que passava e se arrumava. Mas agora, nada disso faz sentido. Agora, quando ela se olha no espelho, ela só vê aquele olhar… Porque ela envelheceu e não existe mais mágica para ela.

É triste como a sociedade diz que a vida dela já chegou ao fim e que já está tarde para tentar qualquer coisa. Porque contos de fada, para ela, não funcionam mais. Ela vive uma vida sozinha, falando com as paredes em uma sala de vinte pessoas, e todo mundo diz que a vida dela acabou.

Antes ela tinha crises de riso. Agora, ela tem crises de existência.

J.V.Z. (escrito por volta de 2009).